Cultivo Caseiro da Pimenta

As pimentas e os pimentões pertencem à família Solanaceae e ao gênero Capsicum. É cultivada principalmente nos estados de MG, BA e GO. Consumidas no Brasil, principalmente na forma de conserva de fruto inteiro em vinagre ou azeite.
 
RAIO X

SOLO: profundo, leve, fértil e bem drenado
CLIMA: quente
ÁREA MÍNIMA: pode ser plantada em um vaso
COLHEITA: 50 a 55 dias após a floração
CUSTO: varia de 50 centavos a dois reais, de acordo com a variedade

MÃOS A OBRA

Início -
Em todas as regiões do Brasil podem ser encontradas espécies de pimentas. As mais cultivadas no país são pimenta-de-bode, malagueta, de cheiro, cumari, dedo-de-moça e pimenta-do-reino. Para a ornamentação, escolha variedades de menor porte e cor vermelha. Em geral, as sementes são híbridas, como as cultivares gion red, pirâmide e espaguetinho ornamentais e grisu f-1.

Plantio -
Os melhores solos para o cultivo da pimenteira são os profundos, leves, férteis e bem drenados. Quando plantada no campo, faça em sulcos de 30 a 40 centímetros de largura e 20 a 25 centímetros de profundidade, com uma distância de 80 centímetros. Para o plantio em vasos, a dica é comprar mudas de produtores experientes.

Covas - Há a necessidade de covas apenas para os cultivos nos quais não são feitos os sulcos. O tamanho delas varia de acordo com o tipo de embalagem – bandejas ou saquinhos – da muda, mas um padrão de medida utilizado é 20 x 20 x 20 centímetros.

Transplantio -
Assim que as mudas apresentarem cinco folhas, ou atingirem dez centímetros de altura, pode ser feito o transplante para o campo ou vaso. Deve-se ter cuidado para não ferir as raízes ao retirá-las da embalagem. Após esse processo, irrigue regularmente as mudas, mas evite o encharcamento.

Cuidados - Na escolha de variedades, dê preferência às mais resistentes. Elas são uma das alternativas mais eficazes no combate às doenças que atacam a pimenteira. Uso de proteção nas mudas, controle adequado das plantas daninhas e aplicação correta de fungicidas e bactericidas registrados também ajudam a evitar doenças. As mesmas medidas podem ser utilizadas para impedir a presença de pragas na cultura.

Poda - Faça após o período de frutificação e no caso de colheitas contínuas. A prática deve ocorrer logo que a produção tenha cessado. A poda estimula o rebrotamento e a produtividade da planta.

Produção - A pimenteira pode produzir por vários meses, mas isso depende de condições favoráveis, como temperatura, fertilidade e variedade da espécie utilizada. Em geral, a colheita leva de 50 a 55 dias após a floração. Em locais de temperaturas mais elevadas, o desenvolvimento da pimenta é mais rápido.

Onde comprar: As mudas podem ser adquiridas em Ceasas ou diretamente de viveiristas.

Leia também.
Cultivar alimentos em casa ganha impulso com interesse por orgânicos

Cultivo da pimenta para produtores

Vídeo – Aprenda a plantar e cultivar temperos em vasos.

 

2 Respostas to “Cultivo Caseiro da Pimenta”

  1. maria aparecida Says:

    tenhos algumas pimentas plantada em meu quintal, juntos com outras platação pode ser prejudicada as plantas ou o pé de pimentas?

    • Maria, pelo menos que eu saiba não existe essa relação com as pimenteiras, o único problema de se plantar outros tipos de plantas próximo a pimenteira, seria a falta de irrigação, já que a pimenta absorve muita água. Irrigue constante, mas sem encharcar. Lembre-se, a pimenta precisa de sol, não deixa a meia-sombra.

      Boa sorte!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: